Benefícios que o tomate nos traz

Veja os grandes benefícios que o tomate nos traz, quais vitaminas tem o tomate, para que serve as vitaminas, como escolher os melhores tomates para comprar e receitas de tomate....

Tomate faz bem

Desde os povos colombianos até os dias atuais, o tomate é consumido no mundo todo. Entre sucos, tortas, cremes, molhos e sopas, esse fruto agrada ao paladar de diversas maneiras. Mas, além do sabor marcante e gostoso, o tomate tem uma composição nutritiva pra lá de especial, quando o assunto é saúde.

Para começar, é rico em vitaminas A e C. A dupla é responsável pela vida longa, isso porque a vitamina A tem ação antioxidante, responsável pelo combate aos radicais livres, que aceleram o envelhecimento. Já a vitamina C promove hidroxilação do colágeno – proteína fibrilar que proporciona resistência aos ossos, dentes, tendões e vasos sanguíneos, além de também ser um ótimo antioxidante.
Os benefícios do alimento não param por aí. Estão presentes também:

  • o sódio e o magnésio, que ajudam em algumas funções do organismo, como na contração muscular;
  • o cálcio, que participa da formação e manutenção dos ossos e na coagulação sanguínea;
  • o folato (também conhecido como vitamina B9), para as funções metabólicas;
  • o potássio, que faz o balanço e a distribuição da água no organismo.

O benéfico licopeno

Para completar os nutrientes do tomate, há ainda o licopeno, uma substância que dá cor ao fruto, mas que também oferece benefícios ao sistema imunológico. “O licopeno é eficiente na prevenção de algumas doenças e no fortalecimento do sistema imunológico, protegendo assim o envelhecimento das células”, diz Rosana Cardoso, nutricionista do Centro de Diálise e Transplante Renal do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE).

 

Além disso, o licopeno traz benefícios para pacientes com problemas cardiovasculares e alguns tipos de câncer, como o de esôfago, o de fígado, o de próstata, o de cólon e o de reto. Cientistas da Universidade Nacional Chung Hsing, em Taiwan, concluíram em 2008 os testes em animais que comprovam boa ação do tomate no organismo. Os pesquisadores provocaram, de propósito, câncer de fígado, igual ao que acomete os seres humanos. O nutriente barrou a metástase, impedindo assim que as células cancerosas se espalhassem pelo corpo. Isso ocorre porque, quando absorvido pelo organismo, o licopeno impede e repara os danos que os radicais livres causam às células.

Boa escolha

Para começar, devemos observar o aspecto do fruto: cor e o odor. Deve estar firme, sem partes moles e escuras. Prefira pegar sempre os mais vermelhos, pois estão mais maduros e com maior concentração dos nutrientes

Como em qualquer alimento, antes de comprar o tomate é importante verificar a qualidade do fruto. “Para começar, devemos observar o aspecto do fruto: cor e o odor. Deve estar firme, sem partes moles e escuras. Prefira pegar sempre os mais vermelhos, pois estão mais maduros e com maior concentração dos nutrientes”, ensina Carla Mendes, coordenadora do Serviço de Alimentação do HIAE.

Apesar de ser utilizado em diversos pratos e estar presente nas feiras o ano inteiro, a melhor época para comprar o fruto fresco e com sabor mais concentrado é entre os meses de janeiro e maio. Outro fator para o qual as pessoas devem ficar atentas é com a lavagem para tirar resíduos de agrotóxico, utilizado na plantação desse alimento. O risco para a saúde não é imediato, mas os danos causados pelo consumo a longo prazo precisam ser levados em consideração.

Tomates escolhidos e lavados: é hora de guardá-los e prepará-los.

A quantidade de licopeno em produtos processados (molhos, polpas, purês, extratos, massas, sucos e ketchup) é geralmente maior que a encontrada em alimentos crus”

Em casa deve-se higienizar adequadamente o fruto e secá-lo antes de armazena-lo. A exposição à alta temperatura favorece o amadurecimento, o que pode diminuir o tempo de vida útil do alimento. Para o tomate maduro, o ideal é conservá-lo em geladeira na temperatura de 7 a 10º C.

Na hora do consumo, ao contrário do que muitos acreditam, o cozimento de alimentos ricos em licopeno resulta em perda mínima dessa substância. “A quantidade de licopeno em produtos processados (molhos, polpas, purês, extratos, massas, sucos e ketchup) é geralmente maior que a encontrada em alimentos crus”, explica Carla Mendes.

Grande diversidade

Há cerca de 15 anos, bastava chegar à feira e pedir a quantidade desejada de tomate. Hoje não é tão simples assim. Segundo a Associação Brasileira de Horticultura, o Brasil produz atualmente nove tipos de tomates comestíveis. Não existe grande diferença nutricional entre as variedades do fruto. Conheça os quatro tipos mais consumidos pelos brasileiros.

Santa Clara, conhecido também como híbrido do Santa Cruz ou Débora – essa é variedade mais comum e de baixo custo. Na culinária, é usado para saladas e molhos

Caqui – de tamanho maior e consistência mais firme, é ideal para uso em saladas e lanches

Italiano ou Saladette – de formato mais comprido, é comercializado bem maduro e utilizado principalmente em molhos

Cereja – essa variedade é pequenina e ideal para saladas e aperitivos

Receitas nutritivas

Tomate recheado com cogumelos

Ingredientes
1 tomate médio
4 colheres de sopa de cogumelo-paris
1 colher de chá de salsinha
½ dente de alho
3 colheres de sopa de azeite
1 colher de chá de queijo parmesão

Modo de preparo
Cogumelos

  1. Fatiar os cogumelos
  1. Refogar com alho, azeite e salsinha
  2. Reservar

Preparo

  1. Retirar a tampa do tomate e extrair toda a sua polpa
  2. Preencher a cavidade do tomate com os cogumelos
  3. Polvilhar com queijo ralado ou farinha de rosca
  4. Levar ao forno por 15 minutos
  5. Servir

Sopa creme de tomate

Ingredientes
1 kg de tomates
2 cenouras
2 cebolas
2 talos de salsão
2 colheres de sopa de caldo de galinha
2 colheres de sopa de manteiga
Sal e açúcar
500 ml de água

Modo de preparo
Fatiar as cenouras, as cebolas, os tomates e o salsão. Refogar os ingredientes na manteiga, adicionar a água e colocar uma pitada de açúcar. Deixe ferver por 30 minutos. Ao final, bater a sopa no liquidificador e peneirar. Adicionar sal a gosto.

Aperitivo de tomate com queijo branco light

Ingredientes
Tomates-cereja
Queijo branco light
Folhas de manjericão
Palitos de dente

Modo de preparo

  • Lave os tomates e as folhas de manjericão
  • Corte os tomates ao meio
  • Pique o queijo-de-minas em cubos Para montar o aperitivo, com um palitinho espete uma metade de tomate, uma folha de manjericão, um cubo de queijo, outra folha de manjericão e mais uma metade do tomate. Repita o procedimento com todos os

 


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>