Como acabar com as pulgas

Conheça um pouco sobre o seu grande inimigo, em que épocas elas se proliferam e modos de combater....

I – Ciclo Biológico

No fim do inverno e inicio da primavera, após uma chuva e elevação da temperatura ambiente, os proprietários de cães e gatos procuram as Clínicas Veterinárias e lojas de produtos veterinários aflitos e porque não dizer, às vezes, desesperados com as pulgas. É comum ouvirmos frases como: “as pulgas estão pipocando lá em casa”, “passei remédio no meu cachorro para matar as pulgas de manhã e à tarde ele estava lotado novamente, o remédio não funciona”, “a vacina que meu cachorro tomou enfraqueceu o organismo dele, porque ele não tinha pulgas e agora está cheio!”

Algumas queixas são verdadeiras, como: “matar as pulgas do cão de manhã e à tarde ele ficar lotado novamente” e “meu cão não tinha pulgas e agora está cheio”. Não são verdadeiras as queixas de que “a vacina enfraqueceu o organismo do animal” e que ”’o remédio não funciona.” O remédio desde que seja produzido e comercializado por firmas idôneas e não estiver com a data de validade vencida, ele deve funcionar.

Temos que seguir o conselho de Sun Tzu, e conhecer um pouco mais de nosso inimigo.

A pulga Ctenocephalides felís, que comumente parasita os cães e gatos, somente acasala e deposita ovos após sua primeira refeição de sangue. Ela efetua várias posturas durante o dia, sobre o animal ou, mais comumente, no ambiente. Para cada postura de ovos, necessita de uma refeição de sangue.

Os ovos são claros, brilhantes, arredondados ou ovais e medem 0,5 mm ou pouco mais e podem ser vistos a olho nu. Uma pulga põe 20 a 28 ovos por dia e várias centenas durante toda sua vida.

Após incubação de 2 a 12 dias, os ovos eclodem e as larvas são liberadas. As larvas são claras e se alimentam de crostas de pele, parte de outros insetos mortos e fezes de pulgas adultas, composta de sangue digerido. Elas se movem e se escondem nas frestas do assoalho e móveis, cantos de paredes, carpetes, tapetes, sofás, almofadas etc.

Em um período que varia de 9 a 200 dias a larva cresce e se transforma duas vezes. A larva de terceiro estádio tece um casulo em tomo de si, que retém poeira e outras partículas sólidas, formando, A pupa.

Após um período de 4 dias a 1 ano, a pulga adulta, já faminta, emerge da pupa, pela vibração causada no chão, pelo andar dos animais e das pessoas, movimento de veículos nas proximidades e eletrodomésticos em funcionamento. Ela é atraída para o corpo do hospedeiro pelo dióxido de carbono eliminado através da respiração deste.

As melhores condições para o desenvolvimento rápido do ciclo biológico da pulga são: umidade e calor. Quando a temperatura ambiente varia de 18,3 graus C a 26,7 graus C e a umidade relativa do ar é de 75% a 85%, as pulgas podem completar seu ciclo em 15 dias.

Quando as condições não são favoráveis ou melhor, quando o tempo está frio e seco, as pulgas podem ter o seu ciclo biológico retardado para 1 ano e 8 meses.

Isto significa que, durante o inverno, cada pulga continua depositando seus 28 ovos diários, mas em determinado momento, o ciclo biológico é interrompido, pois as condições do ambiente não são favoráveis. Se o inverno durar 4 meses, o total de ovos, larvas e pupas, no ambiente, pode atingir 3.360 por inseto adulto.

Com a primavera, vem o calor e a chuva, antes das flores e da alegria, “as pulgas pipocam em nossa casa” e “os cães ficam cheios de pulgas”. Estas pulgas adultas são originárias dos ovos depositados durante todo o último inverno e, conforme as condições do ambiente, do inverno do ano anterior.

A pulga adulta, em ambiente úmido, pode viver de 4 a 12 meses, sem nutrição, isto explica o encontro de muitas pulgas em casas fechadas durante meses.

Como vimos, a pulga é um inimigo “respeitável” e o seu combate exige de nós muita determinação e conhecimento.

Se não soubermos combatê-la, com eficácia, nossos cães e gatos ficarão sempre cheios delas e isto é a prova de que fomos derrotados e ela ganhou a guerra.


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>