O que são Drogas, Riscos e Tratamentos

Quem faz parte desse grupo de risco, quais são os sintomas, quais são os riscos, o que deve ser feito, qual é o tratamento, quais são as drogas ilícitas....

DROGAS

Ao longo da história, as drogas têm sido usadas para alterar o estado da mente. Mas qualquer droga — seja ela cocaína, maconha, nicotina ou álcool — acaba por gerar dependência em seus usuários. Há duas formas de dependência: psicológica e física.

Você será considerado psicologicamente dependente de uma droga se sentir um desejo profundo e um desgaste emocional intenso sempre que a droga não estiver disponível.

Na dependência física, essa sensação emocional de necessidade é acompanhada de sintomas físicos, como cãibras e transpiração, que são resultantes da abstinência.

A maioria das drogas tem efeitos tão poderosos sobre o cérebro que uma pessoa dependente não consegue trabalhar, pensar e se organizar normalmente; também tem dificuldade para dirigir um carro ou cuidar de uma família devidamente — podem ocorrer problemas semelhantes em pessoas que abusam de medicamentos, como pílulas para dormir ou tranqüilizantes. Para obter mais informações sobre drogas.

Usuários de drogas ilegais também podem achar que essas substâncias causam poucos danos à saúde se fumarem maconha ou usarem cocaína apenas ocasionalmente.

Porém, o uso de qualquer droga prejudica definitivamente a saúde. Por exemplo, estudos mostram que a maconha é tão prejudicial aos pulmões quanto o tabaco.

As pessoas começam a tomar drogas (inclusive álcool) por dois motivos. Ou são prescritas por um médico para tratar alguma doença física ou mental, ou são compradas ilegalmente para obter um efeito prazeroso ou para evitar ou diminuir sentimentos ou experiências desagradáveis como a dor.

O efeito viciador varia consideravelmente, não somente de uma droga para outra mas também de pessoa para pessoa. As drogas podem causar dependência física, ou seja, o corpo fica tão acostumado a elas que a sua química de fato se altera.

Por isso, quando é retirada, podem ocorrer graves sintomas físicos, que persistirão até que o corpo se acostume a ficar sem a substância.

Quase todas as pílulas para dormir, por exemplo, alteram o ritmo do sono e, a menos que se tome a droga, o sono é perturbado e agitado.

Em geral, considera-se que uma droga está provocando dependência física quando sua interrupção causa um grau significativo de desconforto.

Muitas drogas podem também causar dependência psicológica por produzirem sensações tão agradáveis e satisfatórias que o usuário se sente incapaz de ficar sem elas, sendo impelido a consumi-las continuamente.

As mais devastadoras para a nossa estrutura social são o álcool, a heroína e outros opiáceos, e a cocaína. Elas causam uma dependência física e psicológica de tal gravidade que o usuário se sente compelido a tomá-las não somente para obter prazer mas também para evitar o desconforto físico.

Muitos mitos cercam o uso de determinadas drogas, em particular a maconha e a cocaína. Entre eles, o de que elas não viciam ou que, de alguma forma, melhoram o desempenho. Pesquisas recentes comprovam que tais crenças são falsas.

O corpo acaba desenvolvendo tolerância a muitas drogas que causam dependência, de tal forma que é necessário tomar doses cada vez maiores para manter os efeitos prazerosos ou impedir os desagradáveis.

Se a necessidade do viciado não for satisfeita, surgem sintomas de abstinência. Em alguns casos, esses sintomas poderão ser danosos ou até fatais, e a retirada da droga deverá ter supervisão médica.

Quem faz Parte do Grupo de Risco?

Nem todo mundo que toma uma droga viciadora, seja por motivos sociais ou médicos, torna-se dependente dela. Antigamente, acreditava-se que diferenças genéticas entre pessoas faziam com que tivessem maior ou menor probabilidade de se tornarem viciadas.

Atualmente, a maioria dos médicos acredita que o vício é muito mais o resultado de uma interação entre a personalidade de um indivíduo e suas circunstâncias de vida.

A rota de fuga poderá ser o álcool ou os tranqüilizantes, ou, numa diferente faixa etária ou cultura, a cocaína ou a heroína.

Qualquer que seja a droga, ela propicia uma solução apenas temporária para os problemas e a dependência aumenta até se transformar na questão central da vida do indivíduo.

Quais são os Sintomas?

Cada droga produz tipos específicos de sintomas mentais e físicos. Em geral, é provável que qualquer vício provoque uma deterioração gradual dos padrões de trabalho, das relações pessoais ou de ambas as coisas.

O comportamento dos dependentes de drogas muitas vezes é errático e seu humor pode ser volúvel, com períodos de agitação e irritabilidade se alternando com um torpor extremo.

Freqüentemente há perda de apetite, fadiga inexplicável e mau humor. Se alguém próximo a você apresentar alguns desses sintomas, isso não indica necessariamente dependência de droga.

Mas, se a pessoa também passar a gastar cada vez mais tempo longe de casa e parecer estar sempre sem dinheiro sem motivo aparente, você poderá suspeitar de abuso de droga.

Quais são os Riscos?

Não existem estatísticas confiáveis sobre o número total de pessoas dependentes de drogas no Brasil. Isso se deve parcialmente ao fato de muitos viciados jamais receberem tratamento e continuarem a obter suas drogas ilegalmente.

Com certas drogas, um viciado poderá desenvolver tolerância, o que aumenta perigosamente o risco de uma dose fatal. Além dos danos óbvios à saúde mental resultante dos efeitos das próprias drogas, o abuso impõe outros riscos graves.

Os usuários de drogas injetáveis muitas vezes compartilham agulhas ou não as esterilizam antes do uso e, conseqüentemente, a hepatite, a infecção por HIV (que causa a Aids) e outras doenças contagiosas são comuns entre os viciados.

Ao mesmo tempo, o alto custo das drogas ilegais pode fazer com que um consumidor dessas substâncias tente conseguir dinheiro para comprá-las por meio de práticas criminosas, inclusive prostituição, com um elevado risco de doenças sexualmente transmissíveis.

Além disso, não existe controle sobre a pureza ou potência das drogas ilegais. Elas podem ser encontradas em estado puro, e portanto mais potentes, ou em combinação com substâncias venenosas.

O que deve ser Feito?

Toda pessoa viciada em uma droga precisa de ajuda, mas é improvável que os próprios viciados busquem auxílio, a menos que estejam desesperados.

Se você estiver preocupado com abuso de droga por você mesmo ou por outra pessoa, consulte um médico ou um centro de apoio a dependentes de drogas.

Qual é o Tratamento?

O tratamento é essencialmente igual ao do alcoolismo, em especial porque muitas pessoas, além de viciadas em álcool, são viciadas em outras drogas.

Nos grandes centros urbanos, existem também grupos de auto-ajuda semelhantes aos Alcoólicos Anônimos para aqueles que estão tentando se recuperar da dependência de drogas.

DROGAS ILÍCITAS

Uma pessoa que se torna dependente de drogas se expõe a vários riscos. Antes de mais nada, a dependência está associada ao consumo cada vez maior da droga, que, por isso, passa a ser ingerida várias vezes ao dia.

Como a maioria dessas substâncias pode, ao menos durante um determinado período, prejudicar substancialmente a execução das atividades normais — por exemplo, trabalhar ou ir à escola —, o usuário pode rapidamente ser colocado à margem da sociedade.

Em segundo lugar, as drogas ilegais só podem ser obtidas em fontes também ilegais, sendo, portanto, caras. Os usuários regulares freqüentemente recorrem ao crime ou à prostituição (que representa, por si só, sérios riscos à saúde) para sustentar seus vícios.

Terceiro e mais importante: uma pessoa dependente de drogas coloca duplamente em risco a sua saúde. Como sua qualidade e pureza são variáveis, envenenamentos e overdoses são comuns e freqüentemente fatais.

Muitas vezes os traficantes diluem a droga em uma substância de risco para aumentar os lucros. Se as drogas forem injetadas na veia, o usuário estará arriscado a contrair infecções bacterianas ou virais que afetam os pulmões, o coração, os rins e outros órgãos, caso compartilhe agulhas e seringas contaminadas.

Isso o deixa extremamente vulnerável a contrair hepatite e ser infectado pelo HIV (vírus da imunodeficiência humana), que provoca a Aids.

Mesmo tomando precauções para evitar o uso compartilhado de agulhas e seringas, a utilização repetida de drogas ilegais freqüentemente provoca perda de apetite, desnutrição e degeneração progressiva da saúde.

Finalmente, muitas drogas psicoativas, como as anfetaminas ou o ácido lisérgico (LSD), produzem alucinações visuais e auditivas que podem resultar em psicoses irreversíveis.


4 Respostas a O que são Drogas, Riscos e Tratamentos

  1.  
    Elitarafaela-lidianopolis 03 / 02 / 2012

    Adorei o que foi escrito, que isso serva de liçao para quem é dependente de drogas.

  2.  
    STHEPHANNY 19 / 04 / 2012

    EU AMO DROGA POQUE SOU AVISIADA E PRESISO DE AJUDA E NOS NA FITA E EMBREVE NO BANDEIRA 2

  3.  
    jusicredii 16 / 08 / 2012

    Pode cre irmão, só visiadona tá ligado!

  4.  
    alice rodrigues 25 / 10 / 2012

    gostei muito do que foi escrito ali em cima, pois todos tem que se ajudar se quizerem sair dessa prisao pois isso é uma prisão, digamos que é o fundo do poço mas se as pessoas se ajudarem e tiverem amor por suas vidas vao conseguir sair disso.. bjss

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>