O que são Varizes, Sintomas, Causas e Como Evitar

Tudo sobre a varize. Estudaremos tudo sobre a varize, o que é, quais os sintomas, quais os riscos, o que fazer, quais os tratamentos, as causas, o diagnóstico, como prevenir e muito mais sobre o assunto....

VARIZES

As varizes são veias sob a pele que se tornam dilatadas e inchadas. Esse quadro muitas vezes compromete o aspecto estético da área afetada e é doloroso, ocorrendo com mais freqüência nas pernas em conseqüência da distensão muscular das válvulas das veias dos membros inferiores.

É através dessas veias que o sangue é devolvido dos tecidos das pernas para o coração. Normalmente, o sangue é coletado dos tecidos dos membros inferiores numa rede de vasos sanguíneos localizados na superfície dos músculos; esses vasos estão conectados com as veias profundas (entranhadas nos músculos) através das veias perfurantes.

Quando um músculo relaxa, as veias profundas e as perfurantes se expandem e sugam o sangue das superficiais.

Todas as veias profundas e perfurantes têm válvulas unidirecionais que impedem que o sangue reflua para as veias superficiais. Assim, quando o músculo se contrai, o sangue é bombeado através das veias profundas até o coração.

Se por algum motivo, possivelmente devido a defeitos congênitos (presentes desde o nascimento), as válvulas das veias perfurantes não se fecharem, parte do sangue poderá ser bombeado na direção errada, de volta para as veias superficiais. Elas por sua vez se dilatam e distendem em resposta a uma pressão aumentada.

Assim, as varizes muitas vezes são visíveis por estarem localizadas logo abaixo da pele. Embora na maioria das pessoas elas sejam antiestéticas, não causam sintomas graves.

Mesmo casos graves de varizes não evoluem para problemas circulatórios, que ocorrem com maior freqüência após uma coagulação nas veias profundas. Aparentemente, existe um componente hereditário em algumas pessoas com varizes graves.

Quais são os Sintomas ?

O sintoma inicial mais comum de varizes é o aparecimento de uma veia proeminente, azulada e inchada nos membros inferiores, quando a pessoa se levanta.

Os locais mais comuns são a barriga da perna ou a parte interna da perna, em algum ponto entre o tornozelo e a virilha. As varizes também podem ocorrer ao redor do ânus ,na vagina de uma mulher grávida ou na junção do esôfago e do estômago, em estágios avançados da Cirrose hepática.

Uma veia inchada na perna pode crescer e ficar cada vez mais proeminente. A veia tornase sensível ao toque e a pele acima dela ou no tornozelo começa eventualmente a coçar. A perna inteira poderá doer, especialmente quando a pessoa fica de pé durante longos períodos ao mesmo tempo, os pés incham.
Durante a gravidez, as varizes pioram devido a uma pressão aumentada no abdome.

Os sintomas não pioram quando a pessoa tem somente a forma superficial das varizes, na qual as veias conectantes ou profundas não foram afetadas. Mas, em alguns casos, o fluxo nas veias superficiais, conectantes e profundas é bastante alterado, às vezes como resultado da formação prévia de coágulos nas veias profundas (trombose venosa profunda).

As pessoas que têm esse quadro percebem que a circulação prejudicada causa um inchaço persistente na perna e uma pele descolorida e marrom, especialmente na área próxima aos tornozelos. Uma lesão pode provocar úlceras na pele no lado interno da perna e tornozelo; outro sintoma possível é a erupção cutânea próximo às veias.

Quais são os Riscos ?

As varizes geralmente são mais irritantes do que propriamente incapacitantes, embora ocasionalmente tragam conseqüências graves. Por exemplo, uma combinação da força da gravidade e insuficiência valvular nas veias perfurantes pode fornecer tão pouco sangue aos tecidos que a pele subnutrida se rompe, levando ao desenvolvimento de uma úlcera.

As Úlceras varicosas não poderão ser curadas enquanto as veias associadas a elas continuarem sob pressão. Outro risco consiste no sangramento da veia inchada após a pele que a reveste ter sido submetida a uma batida ou corte; isso requer pressão sob a região e assistência médica imediata. Mas o maior risco das varizes é a inflamação da parede da veia: o sangue tende a coagular e pode provocar uma Tromboflebite.

O que Deve ser Feito ?

Se uma pessoa achar que é suscetível a varizes, pois elas ocorrem em sua família, deve se prevenir adotando as medidas de auto-ajuda recomendadas abaixo, especialmente durante a gravidez. Se já tiver varizes, as medidas de auto-ajuda atenuarão os sintomas e retardarão o progresso do quadro, mas não irão curá-las.

Se o desconforto aumentar, a pessoa deve consultar o médico. Ele provavelmente estará apto a confirmar o diagnóstico sem necessidade de testes especiais. Um procedimento simples, envolvendo o uso de torniquetes elásticos nas pernas, geralmente mostrará quais das veias perfurantes têm válvulas defeituosas.

Pequenas veias aracnóides são veias minúsculas visíveis sob a pele das coxas e das pernas. A pessoa poderá não gostar de sua aparência e optar por uma cirurgia estética, com raios laser; outra opção é injetar uma solução para torná-las menos visíveis. Mas esse procedimento não é necessário em termos clínicos; pode ter efeitos colaterais e não produzir resultados permanentes.

Qual é o Tratamento ?

Auto-ajuda: se as varizes estiverem incomodando, é importante que a pessoa evite apoiar-se sobre os pés. Sempre que possível, deve ficar sentada e com as pernas elevadas. Se os sintomas incomodarem muito, é indicado ficar deitada ou sentada o máximo possível, com as pernas erguidas acima do nível do peito.

Essa posição assegura uma boa drenagem dos tornozelos e dos membros inferiores. Quando for o caso, o médico recomenda o uso de meias elásticas, que podem ser feitas sob medida e devem ser colocadas diariamente, antes de levantar da cama.

Algumas pessoas preferem bandagens elásticas, mas antes de usarem por contra própria convém consultar o médico e aprender a colocá-las corretamente. As bandagens ou as meias podem ser desconfortáveis, especialmente em climas quentes.

Se a pele for lesada e o sangue começar a fluir de uma variz, a pessoa deve deitar-se imediatamente — não importa onde esteja —, elevar a perna afetada e mantê-la erguida. O sangramento diminuirá imediatamente e ela poderá controlá-lo com uma pressão moderada com um lenço limpo.

Em seguida, recomenda-se buscar ajuda médica para limpar e enfaixar o ferimento. Não se deve tentar tratar úlceras varicosas ou uma erupção cutânea na perna por conta própria. E nunca se deve friccionar uma coceira causada por varizes, pois isso poderá causar ulceração.

É necessário consultar o médico para um tratamento. Convém saber que as varizes associadas à gravidez desaparecem algumas semanas após o parto.

Ajuda Profissional: o médico poderá recomendar meias elásticas ou curativos para aliviar a irritação da pele. Se as varizes forem profundas e superficiais, uma cirurgia não é recomendada.

Em vez disso, o médico irá recomendar o uso de bandagens elásticas na perna e dirá à pessoa para evitar ficar de pé por muito tempo. Mas o tratamento mais satisfatório para varizes que produzem sintomas e que não são acompanhadas de complicações é a cirurgia. Na forma mais comum de cirurgia, as veias afetadas são retiradas da perna.

Esse procedimento não deixa uma cicatriz perceptível, pois uma grande seção de veia pode ser removida através de uma incisão minúscula. Válvulas com mal funcionamento nas veias perfurantes são atadas com um fio para fechá-las permanentemente. As pequenas veias restantes aumentam rapidamente de tamanho para assumir a função de coletar o sangue e canalizá-lo para as veias profundas.

Como alternativa à cirurgia tradicional, as varizes às vezes podem ser tratadas com injeções. Uma pequena quantidade de um composto químico esclerosante é injetada nas veias inchadas.

Isso faz com que as paredes se inflamem e colem, de forma que as veias param de transportar sangue. Esse tratamento geralmente é feito em ambulatório e envolve apenas duas ou três visitas ao médico, mas apresenta vários inconvenientes. A solução é bem cáustica e, se for acidentalmente injetada fora de uma veia, causará queimaduras e cicatrizes.

É improvável que a injeção tenha sucesso se as varizes estiverem localizadas na coxa. Portanto, muitos médicos recomendam em primeiro lugar a retirada das veias. Se, mais tarde, houver reincidência das varizes, elas geralmente poderão ser tratadas com injeções.

Após um ou outro tratamento, será necessário usar meias de sustentação ou bandagens elásticas por cerca de seis semanas. A pessoa deverá ainda caminhar o máximo possível e evitar ficar de pé ou sentada com as pernas para baixo.


2 Respostas a O que são Varizes, Sintomas, Causas e Como Evitar

  1.  
    VIVIAN SOARES 01 / 02 / 2013

    gostaria de saber se má alimentação pode ajudar a causar varize,se sim teria algum habito alimentar para poder ajudar a amenisar a varize?
    e tambem é verdade que o suco de limão ajuda? pois ela afina o sangue!
    OBRIGADO PELA ATENÇÃO

  2.  
    Clézia 13 / 03 / 2013

    estou com dores na perna inchaço e queima muito não consigo colocar a mão na perna de tanto que queima , arde eu nem sei explicar qual a sensação de tão ruim que é o pé sempre inchado na altura do tornozelo, por favor me ajude.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>