Tutorial Como fotografar objetos

No momento de dar o clique, os objectos têm uma vantagem enorme em relação a pessoas e animais: não se mexem nem se inibem diante de uma câmara. O fotógrafo pode aproximar-se, explorar ângulos, cores, fontes de luz e fundos variados antes de efectuar o disparo. Mas nem tudo são vantagens. Os objectos requerem especial cuidado com as suas características. Tamanho, composição, textura e cor, por exemplo. Neste ponto é que começa a arte do fotógrafo e que vem ao de cima as várias técnicas para fotografar. Mãos à obra!

1. Organize a área de fotografia. Tire o que estiver a mais!

O primeiro passo baseia-se no treino do olhar. Um fotógrafo com “olho treinado” consegue rapidamente analisar uma situação. Coloque a máquina apontada ao objecto e aproveite o monitor LCD para observar o que aparece em torno e ao fundo dele. Tire do campo de visão aquilo que não interessa. Enquadre novamente e constate as diferenças. Se não for possível limpar completamente a área nem mudar o objecto de sítio, suavize a poluição de fundo utilizando o zoom — ou uma teleobjectiva se a sua máquina comportar objectivas intermutáveis. Ao mesmo tempo que aproxima o objecto, o zoom reduz a profundidade de campo, desfocando o que está em segundo plano.

2. Tenha o cuidado de combinar o fundo com o objeto

A escolha de um fundo adequado é um dos passos mais importantes para realçar um objecto. Dê prioridade a fundos neutros, lisos, claros ou de uma cor que destaque o assunto. E tenha um cuidado especial com fundos muito luminosos — por norma, a máquina mede a luz das áreas mais claras, transformando o tema principal numa silhueta ou em algo escuro, sem detalhes. Se não for possível substituir esse fundo, compense a luminosidade recorrendo ao flash — mas só nesse caso.

3. Para cada objecto… existe um ângulo

Respeite a forma do objecto quando o estiver a enquadrar. Uma garrafa de àgua fica achatada se fotografada de cima e bem melhor se vista de frente, com a câmara posicionada na vertical. Objectos horizontais merecem enquadramento igualmente horizontal, enquanto os que possuem profundidade e detalhes laterais devem ser apanhados em meio perfil.

4. Fotografar com a quantidade correcta de zoom

Tenha cuidado quando recorrer ao zoom. De uma forma geral, as máquinas fotográficas digitais possuem dois tipos de zoom: o óptico, que aproxima a imagem sem provocar perda de qualidade, e o digital, que recorta a área central da foto e a redimensiona para a resolução nativa da máquina, implicando perdas razoáveis de qualidade. Assim, utilize o zoom digital apenas quando for utilizar a imagem numa resolução inferior à da câmara, como nas fotos para a Web. E mesmo o zoom óptico deve ser usado sem exageros. A aproximação na capacidade máxima provoca distorções, criando uma imagem falsa do objecto.

5. “O céu não é o limite”… controlar a exposição

Dificilmente as condições de luminosidade em áreas abertas são aquelas que o fotógrafo necessita. Ou falta ou há luz a mais, provocando imagens escuras ou claras demais, algo muito indesejável para quando se quer fotografar objectos. Mas não é preciso ficar limitado à medição da luz feita pela câmara, principalmente se esta permitir compensar a exposição à luz. Isto pode ser feito ajustando o EV (exposure value), que combina a sensibilidade do sensor (ISO) com a abertura do diafragma e a velocidade do obturador. O recurso de compensação da exposição permite que o fotógrafo faça ajustes de até -2.0 EV para escurecer e +2.0 EV para clarear, sempre em passos de 1/3 EV.

6. O poder do equilíbrio de brancos

Uma das melhores características das máquinas fotográficas digitais é a capacidade de equilibrar o branco em relação às fontes de luz. Nas máquinas compactas, a câmara faz o ajuste de brancos (white balance) automaticamente. A maioria dos novos modelos, disponibiliza as opções de ajuste específicas para luz do dia, tempo nublado, luz fluorescente e incandescente.

7. Os puristas não usam flash

Disparar o flash em fotos de objectos não resulta, principalmente se estes forem de materiais que reflecte a luz, como plástico, vidro ou metal. Prefira a iluminação natural, da janela mais próxima mesmo, que não incida directamente sobre o objecto. As melhores horas do dia para fotografar são o começo da manhã e o final da tarde, quando a luz incide na diagonal e é mais suave.

8. Não há nada que o Photoshop não arranje!

Ok, o seu objecto ficou com uns tons cinzentos que você quer alterar. O Photoshop pode resolver. Vá ao menu Image>Adjustments. Se escolher a ferramenta Curves, pode ajustar apenas uma cor (no nosso caso, o preto), escolhendo-a no menu que surge. Esta é uma solução rápida, mas que tem o efeito indesejado de alterar a porção de azul contida nas outras cores. Quando todas as outras tonalidades na foto estão com boa qualidade, isole a área que precisa de correcção. No Photoshop, escolha a Pen Tool para contornar a área com cliques de rato até fechar a área.

9. Acertar tons à “unha

Para acertos pontuais, pressione a tecla Ctrl e clique para ajustar. Quando estiver tudo certo, vá à janela da direita, dê dois cliques no Work Path e guarde o contorno como Path1. Agora, clique sobre a área delimitada, vá ao menu Image e escolha Selective Color. Na caixa de selecção de cores, opte pelo item Absolute, escolha Neutrals no menu suspenso Colors e use os botões deslizantes para ajustar os tons. Clique OK e guarde o ficheiro.

10. Tenha atenção ao destino final da imagem

A fotografia do objecto ficou boa Agora, a sua preocupação é outra. Terá de ajustar a imagem ao meio a que se destina. Para publicar na Net, tem de guardar o ficheiro no formato JPEG, faz com que a imagem fique mais leve e fácil de carregar, e deve reduzir o tamanho para 72 dpi (pontos por polegada), o bastante para uma boa visualização no monitor do PC. Para a impressora a jacto de tinta ou cópias em laboratório fotográfico, formato TIF e 300 dpi fazem uma boa combinação. Antes de partir para os ajustes de tamanho, faça cópias nos formatos desejados, preservando o ficheiro original. Depois, no Photoshop, vá ao menu Image e escolha Image Size. No campo Resolution, ajuste o tamanho e clique OK.

1 comentário a "Tutorial Como fotografar objetos"

  1. Marcia | às | Responder

    Muito bom este tutorial, me ajudou muito!

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*


 

Tutorial Como fotografar objetos - TutorZone